terça-feira, 29 de junho de 2010

Esperando por quem não vem (...)


A espera é como a angústia,
Sufoca o corpo e a alma,
Inquieta, desacalma.

Dissestes que viria,
Mas a espera foi em vão,
Mas por que?
Me responde por que machucar assim meu coração?

Que despido de toda maldade,
Abre as portas e espera,
Espera (...),
A tua chegada!

Laís Teixeira