Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

INDEFINIDO

Imagem
Já não sei mais,
Não encontro sentido para viver,
Essa angústia me consome,
Fico inebriada em meio a tanta incerteza!

A música perdeu o tom,
As cores desapareceram da aquarela,
O poeta não tem mais inspiração,
Todos os corações petrificaram.

O rio perdeu seu curso,
E o mar sofre por falta daquele que sempre o completou,
As estrelas já não brilham no firmamento,
Lamento o tormento, o descontentamento.


Laís Teixeira

SERÁ?

Imagem
Dizem que é ARTE!Essa expressão sem sentido,A quem diga que é conexa toda essa expressão desconectada!Loucos, loucos que transformam e fundam universos paralelos.Subterrâneos, buracos negros,NÃO!Fontes de juventude que a todo tempo desejo mergulhar,Transborda em estrutura e em almaAcalma meu ser, alimenta.
Laís Teixeira

A FLÔR DA PELE

Imagem
Inesperadamente o tempo para, a rotação da terra deixa de existir,Só ouso a pulsão irrefreável do meu sangue,Que sai percorrendo todas as artérias do meu corpo,Em busca de um sentido,Pois já estou cansada de tanta passividade!Dessa humanidade desumana.Uma inquietação surge, E o meu sangue passa a correr mais rápido e mais pulsante,Já não controlo mais os meus movimentos,Meu corpo passa a ter vontade própria!É um êxtase total!Toda essa passividade me revolta,Viro andarilho, berrando de orelha em orelha,Que é preciso fazer Arte, viver a Arte, ser a própria Arte.Estou cansada desse mundo monocromático,Precisamos de cor, sim, das cores da aquarela,Aquela que é do Brasil, que é minha e que é dela,Vamos pintar essa Política,Vamos fazer arte no Direito,Vamos moldar o gesso desse sistema engessadoVamos, vamos, vamos sem demora,Vamos que o tempo não espera,Vamos que eu quero fazer Arte, eu quero viver a Arte, Eu quero ser a própria Arte!
Laís Teixeira