terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Vagando


Foto: WEB

Como explicar?
Como expressar?
Como viver?
Como amar?
Viver em um eterno questionamento!
Mexida,
Aprisionada,
Angustiada,
Escambo de sentimentos,
Que viram tormento,
Já faz tanto tempo,
Já foram tantas vezes,
Tantos sonhos,
Tantos desejos,
Mesmo assim,
Ainda estou a vagar!

Laís Teixeira

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Warat'Ana

Fonte: oseremmovimento.blogspot.com


Há seres habitam nosso coração;
Sem precisar de conexão;
Precisam apenas ser;
Ou não!
Estamos todos conectados pela teia da poesia;
Pelo desejo pulsante de Arte;
Pela busca incessante por um direito humano;
Seres amante, amados;
Da vida, pela vida;
Do sentir;
O sentido Warat'Ana de viver!


Laís Teixeira

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O DIREITO

Imagem da WEB



Como um sopro entraste sem licença;
Me envolveu até a alma;
Inquietou;
Desacalmou;
Já fazes parte de mim e eu de ti;
Imagino nós, velhinhos, caminhando de mãos dadas;
Ao teu lado quero fazer justiça;
Proclamá-lo;
Em um grito incontido, proferir sentenças;
De felicidade;
De amor;
Com arte;
Com poesia;
Humana;
Popular!


Laís Teixeira

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Política do afeto


Encontro muito mais poÉTICO que político!

Eu e o LULA

"Não dá pra apagar o sonho, não dá pra para o tempo, não dá pra contar as estrelas que brilham no firmamento, não dá pra parar o rio, quando ele corre pro mar, não dá pra calar um Brasil quando ele quer cantar...LULA LÁ, BRILHA UMA ESTRELA!"

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

TESSITURAS


O "corpomeuminhamorada" é um espaço de exposição da minha escrita "poética", porém não poderia deixar de convidar e compartilhar com vocês esse acontecimento tão lindo que será o lançamento do livro TESSITURAS em contos, crônicas, poesias e imagens da minha grande amiga Ana Valeska Maia, Márcia Sucupita e Maíra Ortins. A apresentação do livro ficará por conta de Glória Diógenes.

Dia 06 de novembro, sábado, ao cair da tarde (17:00h), no Iate Clube.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Excesso do excesso




Demasiadamente humano,
Dor de amor,
Dor de cabeça,
Prazer de viver,
Prazer de ser,
Demasiadamente vivo,
Buscando,
Criando,
Desconstruindo,
Renascendo,
Demasiadamente quero,
Sem licença abraçar,
Sem licença perdoar,
Sem licença conhecer,
Sem licença à justiça
Demasiadamente,
Sou,
Vivo,
Quero!

Laís Teixeira

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Felicidade

Foto: Vilene Braga

O que é FELICIDADE?
Felicidade para Maria é ter,
Já pra José é poder,
E para mim?
O que me faz feliz? Já fui feliz? Busco a felicidade?
As respostas ”bóiam” como lentinhas em uma sopa,
Inquietações fazem parte da minha busca,
Como diz o grade Ray: Viver nesse mundo o que é?
Para mim é muito mais do que ter, do que poder,
Compartilhar,
Amar,
Sorrir,
Cantar,
“Poetar”.

Laís Teixeira

quarta-feira, 28 de julho de 2010

DESCOMPASSO


Todas as flores desabrochavam,
Os pássaros sopravam lindas sinfonias,
As sementes germinavam no chão,
Os rios cheios por cascatas de luz,
Novas estrelas brilhavam no firmamento,
Os pescadores voltavam do mar cheios de peixe,
E a moça formosa esperava para amar...

Mas derrepente,
Bem mais que derrepente,
Tudo começa a andar na direção contrária,
Os ponteiros do relógio giram num descompasso,
As árvores já não dão mais frutos,
As pinceladas de "Frida" estão cinza,
E a moça formosa ainda espera para amar,
Espera, espera(...),
Mas a ESPERAnça é muito mais forte que a fadiga da espera.

Laís Teixeira

terça-feira, 6 de julho de 2010


Nos pontos do teu labirinto,
Pinto e bordo um universo,
Crio e conto “anedotas”,
Na calçada da casa dela.

Laís Teixeira

terça-feira, 29 de junho de 2010

Esperando por quem não vem (...)


A espera é como a angústia,
Sufoca o corpo e a alma,
Inquieta, desacalma.

Dissestes que viria,
Mas a espera foi em vão,
Mas por que?
Me responde por que machucar assim meu coração?

Que despido de toda maldade,
Abre as portas e espera,
Espera (...),
A tua chegada!

Laís Teixeira

terça-feira, 27 de abril de 2010

Qual é o teu limite?


Qual é o teu limite?
Que terra és capaz de desbravar?
Que mares te arriscas a navegar?
EU SEI!!!!
Fostes capaz de "massacrar" todos que não eram da raça ariana.
Fostes capaz de destruir o teu habitat.
Fostes capaz de despejar a destruição de Hiroxima e Nagasaki.
Indios banidos, terras prostituidas, capitalismo selvagem!
Quem é você?
De onde vens?
Para onde vais?
Quem é capaz de te deter?
Quem?
Quem?
?????????


Laís Teixeira

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O Mar


Abri os portões para o sopro da inspiração
Navegar no embalo das ondas do pensamento,
que a pouco estava inerte, petrificado, monocromático.
Mas como pode, se pensas no fluxo do mar???
Se tua inspiração é mais diversificada que as profundezas do oceano???
Se teus desejos são mais intensos quanto o canto da sereia???
Se tua força e persistência é bem maior que as ondas do mar que perfuram os maiores e mais sólidos corais???

Sei, sei, sei...

Eis como o MAR!


Laís Teixeira

quinta-feira, 22 de abril de 2010

SENTIDO/SEM SENTIDO


Meu olhar no teu olhar,
Teu olhar no meu olhar,
laços, traços, embaraços,
Descompassos de uma vida...
Ter e não perceber,
Perceber e não ter,
A vida corre a mil por hora!
ÊIIIIIIIIIiiiii, não vá sem mim,
Não me deixe assistir a partida do SENTIDO/SEM SENTIDO de viver!!!

Laís Teixeira