terça-feira, 27 de abril de 2010

Qual é o teu limite?


Qual é o teu limite?
Que terra és capaz de desbravar?
Que mares te arriscas a navegar?
EU SEI!!!!
Fostes capaz de "massacrar" todos que não eram da raça ariana.
Fostes capaz de destruir o teu habitat.
Fostes capaz de despejar a destruição de Hiroxima e Nagasaki.
Indios banidos, terras prostituidas, capitalismo selvagem!
Quem é você?
De onde vens?
Para onde vais?
Quem é capaz de te deter?
Quem?
Quem?
?????????


Laís Teixeira

sexta-feira, 23 de abril de 2010

O Mar


Abri os portões para o sopro da inspiração
Navegar no embalo das ondas do pensamento,
que a pouco estava inerte, petrificado, monocromático.
Mas como pode, se pensas no fluxo do mar???
Se tua inspiração é mais diversificada que as profundezas do oceano???
Se teus desejos são mais intensos quanto o canto da sereia???
Se tua força e persistência é bem maior que as ondas do mar que perfuram os maiores e mais sólidos corais???

Sei, sei, sei...

Eis como o MAR!


Laís Teixeira

quinta-feira, 22 de abril de 2010

SENTIDO/SEM SENTIDO


Meu olhar no teu olhar,
Teu olhar no meu olhar,
laços, traços, embaraços,
Descompassos de uma vida...
Ter e não perceber,
Perceber e não ter,
A vida corre a mil por hora!
ÊIIIIIIIIIiiiii, não vá sem mim,
Não me deixe assistir a partida do SENTIDO/SEM SENTIDO de viver!!!

Laís Teixeira