Nos pontos do teu labirinto,
Pinto e bordo um universo,
Crio e conto “anedotas”,
Na calçada da casa dela.

Laís Teixeira

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

...

CUMPUREZA D’ALMA