quinta-feira, 28 de maio de 2009

Gotas de Arco íris



As lágrimas que deslizam em tua face
Marcam a imensidão de tua sensibilidade,
Homem chora sim!
Chora por dor, por amor, por temor!

Lágrima pura e doce como o orvalho,
Que limpa e adoça toda a história,
Marcada por sentimentos trancados!

SENHORAS...E..SENHORES...
De hoje em diante,
Qualquer sentimento que brote no coração do ser humano,
Deve ser derramado em uma cascata de emoção!
Desaguar no pote de lágrimas, fazendo nascer um arco íris!

Laís Teixeira

4 comentários:

  1. Antes já havia falado das lágrimas que fertilizam faces. Os homens também não podem ficar fora dessa. Choremos e fertilizemos nossos caminhos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Acho fantástico essa capacidade ,de mesmo a distancia a poesia conseguir deixar os olhos de uma pessoa marejados de um arrepio que sobe do cóccix em direção ao cosmo e nos faz engolir em seco.Obrigado por me proporcionar isso hoje.Voce nem imagina como as minhas pupilas estão afogadas em um lágrima que cisma em não cair. Mauro Luis.

    ResponderExcluir
  3. Você é FANTÁSTICO!
    A sencibilidade é um dom raro e vc tem!!
    abraço na alma!

    ResponderExcluir
  4. Laís, acho que é preciso mesmo, a todo instante, despertar a sensibilidade dos homens, o ser humano hoje vive acuado por um medo de deixar-se sentir. Por isso, clamo para que viva a arte!

    ResponderExcluir